Portal Destaque Ir para conteúdo principal
Ir para conteúdo principal Logotipo Guaporé
conteúdo do menu
Conteúdo Principal conteúdo principal
21/01/2020 Sec. da Saúde
COMPARTILHAR NOTÍCIA

Vigilâncias Ambiental e Sanitária intensificam ações de combate ao mosquito em Guaporé

Em 2019, mais de 130 notificações foram emitidas para que proprietários de imóveis removessem recipientes que poderiam acumular água

Os Departamentos de Vigilância Ambiental e Sanitária, através da secretaria Municipal da Saúde, de Guaporé, desenvolvem diariamente diversas ações no combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela. Além de visitas quinzenais aos Pontos Estratégicos (PE) e Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa), a equipe da Vigilância Ambiental atende diariamente as denúncias e reclamações da comunidade. Os casos são verificados e, se constatada irregularidade e a possibilidade de ser um potencial criadouro para o mosquito, notificações aos proprietários dos imóveis são expedidas.

No ano de 2019, além de visitas de orientação, mais de 130 notificações solicitando a remoção de recipientes que possam acumular água e servir de reservatório para o mosquito, foram encaminhadas. Solicitações para a limpeza das propriedades, tanto de residências como de terrenos baldios, também fazem parte da lista dos profissionais que buscam manter Guaporé segura e longe do Aedes aegypti.

“É muito importante ressaltar que a maioria das notificações envolvem a presença de lixo, de entulhos e de macegas presentes em residências e em terrenos baldios, e que, para que seja possível eliminar ou diminuir a infestação do mosquito na comunidade, é necessário o envolvimento da população. Sem o comprometimento da comunidade, a dificuldade em eliminar os reservatórios é imensa”, destacaram os profissionais da equipe de Vigilância em Saúde.

Além das averiguações de denúncias, fiscalizações rotineiras e notificações, ações de educação e conscientização junto aos educandários das redes pública municipal e estadual foram realizadas ao longo de 2019 e devem ter continuidade neste ano. A equipe distribui ainda materiais explicativos (folders) e presta informações sobre os cuidados para evitar a proliferação do mosquito transmissor para a população.

 

Casos suspeitos e confirmados

A Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul (SES/RS) registrou até a Semana Epidemiológica (SE 52), 4.220 casos suspeitos de dengue. Destes, 1.340 foram confirmados, sendo 1.184 autóctones. 2.516 foram descartados e 73 ainda continuam aguardando investigação. Guaporé, conforme os dados oficiais, não registra casos de dengue, chikungunya, zika vírus ou febre amarela.

 

Denúncias

Os Departamentos de Vigilância Ambiental e Sanitária informam a comunidade que as denúncias referentes a reservatórios de água parada podem ser realizadas pelo telefone (54) 3443.6381.

Outras Notícias