Portal Destaque Ir para conteúdo principal
Ir para conteúdo principal Logotipo Guaporé
conteúdo do menu
Conteúdo Principal conteúdo principal
10/04/2019 Sec. Geral de Governo
COMPARTILHAR NOTÍCIA

Coordenador do Procon de Guaporé participa de audiência técnica na Rio Grande Energia

Luan Édipo Donatti, juntamente outros coordenadores, cobraram melhorias no fornecimento de energia, em especial para os produtores rurais

A Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), de Guaporé, sob responsabilidade de Luan Édipo Donatti, juntamente representantes de 14 Procon’s da Serra Gaúcha, esteve presente em uma audiência técnica na concessionária Rio Grande Energia, em Caxias do Sul. O encontro, que reuniu autoridades da Assembleia Legislativa (AL/RS), Ministério Público, líderes sindicais, chefes e secretários dos Poderes Públicos, vereadores e entidades empresariais, teve como objetivo buscar soluções para a constante falta de energia elétrica verificada, em especial, nas zonas rurais das cidades. Além desta problemática, a demora para restabelecer o abastecimento por parte da RGE também esteve em pauta.

Durante a audiência pública, a RGE apresentou números e dados estatísticos da aplicação de recursos para a manutenção da rede de energia na região da Serra Gaúcha. Segundo a concessionária, em boa parte dos municípios os problemas foram minimizados com os novos investimentos. O gerente da RGE, Edson Braz, afirmou que cerca de 70% dos desligamentos da rede no interior ocorrem por interferência da vegetação. A maioria, destacou Braz, plantada pelos agricultores. Ele sugeriu uma parceria com os Sindicatos dos Trabalhadores Rurais (STR’s) para uma roçada nas áreas onde passa a rede elétrica e para que os produtores não plantem árvores próximos aos postes de energia.

“Temos um compromisso conjunto que visa melhorarmos o fornecimento de energia na região”, disse.

O Procon RS, conforme salientou Donatti, vai notificar a RGE para que a concessionária se manifeste, ou seja, faça esclarecimentos sobre as demandas.

“A energia elétrica é um serviço público essencial e verificamos que os produtores rurais, em especial nas Linhas Três de Maio/Brítola, Sexta São Roque, 21 de Abril (Morro do Cristo), São Carlos, Ernesto Alves, Fernando Abbot, entre outras, sofrem constantemente com a interrupção e a demora no restabelecimento. É inadmissível que fiquem horas e dias sem energia. O prejuízo financeiro é de grande monta. Buscamos uma maior ação, investimentos e manutenção constante da rede por parte da RGE”, disse o coordenador do Procon de Guaporé.

Em 2019, conforme os representantes dos Procon’s foram encaminhadas mais de 80 reclamações contra a RGE. No ano passado, foram 360. Se não houver melhora na distribuição de energia elétrica por parte da concessionária, os Procon’s da Serra Gaúcha irão abrir um processo administrativo coletivo, que pode resultar na revogação da concessão.

Outras Notícias