Guapore - Inicial  
Tempo
Pesquisar:   Acessibilidade A1 A2 A3
Serviços:               Portal da Transparência:
Declaração
Eletrônica ISS
 
Nota Fiscal Eletrônica
de Serviços
 
Portal
Municipal
 
Edital de Concurso Público
 
Prefeitura Transparente
 
Serviço de Informações
ao Cidadão
 
Portal da
Transparência
Home
NOTÍCIAS
30/11/2018
Maria Fumaça abre alas para o trem turístico na Ferrovia do Trigo
Postado por: Secretaria de Turismo, Cultura e Esportes
Maria Fumaça abre alas para o trem turístico na Ferrovia do Trigo

O apito anuncia desenvolvimento. Atravessando túneis e viadutos, rasgando a noite com suas luzes de Natal, lá vem o trem. Vem com lotação máxima de sonhos de muitos anos. Vem com a esperança na carona, de uma revolução turística para Guaporé e região. Vem com o trabalho de muitas pessoas comprometidas em torná-lo realidade.
E não vem só! Traz consigo emoção, paisagens de tirar o fôlego, o roteiro ferroviário mais lindo da América e a emoção de ser um marco não só para a região, mas para todo o Rio Grande do Sul. Apitando ele chega. Chega para ser recebido por centenas de pessoas que também torcem pelo projeto, ansiosas por embarcar.
Assim resume-se o primeiro passeio experimental do trem de passageiros, na Maria Fumaça de 1920 que trouxe autoridades, agentes de turismo, empresários, imprensa, colaboradores da Rumo Logística, da Associação dos Municípios de Turismo da Região dos Vales do Taquari (Amturvales) e integrantes da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF). Cruzou o Viaduto do Exército, conhecido como Viaduto 13, e o Mula Preta, que valente passou pelos túneis de até 2.800 metros. O trem chegou. E chegou para ficar.

O sonho nos trilhos
A viagem técnica, através do projeto “Nos Trilhos do Natal”, organizado pela Rumo Logística e ABPF, com apoio da Amturvales e dos Poderes Públicos, emocionou as comunidades, em especial de Muçum, Vespasiano Corrêa, Dois Lajeados e Guaporé. Encantados e extasiados, na verdade, ficaram os gaúchos e turistas do Brasil que, se tudo correr dentro do planejado por aqueles que pensam lá na frente, poderão, num futuro não tão distante, conhecer a história da Ferrovia do Trigo – EF-491, passando por mais de 30 túneis e 20 viadutos. Obras de engenharia construídas pela força, garra e dedicação de milhares de homens, sob comando do 1º Batalhão do Exército.
Quando a Maria Fumaça, que puxava uma locomotiva a diesel, vagão carregado com lenha, vagão com água, vagão gerador de energia/ferramental/suporte, vagão dormitório, vagão de passageiros e mais dois vagões administrativos – utilizados por inúmeras autoridades brasileiras, como os ex-presidentes Getúlio Vargas, Fernando Henrique Cardoso, entre outros, apontou na reta em direção à Estação Ferroviária de Guaporé, uma multidão aguardava e os felizardos, assim como a equipe da ABPF que conduzia a histórica estrutura, emocionou-se.
“Para nós (ABPF) foi uma nova experiência, algo que ficará marcado na história. Nunca tínhamos passado pelo trecho com uma locomotiva a vapor (Maria Fumaça Malet, ano 1950). Posso afirmar que o passeio é um dos mais belos e emocionantes que fiz em minha vida. A região de Guaporé e os municípios do Vale do Taquari podem ficar tranquilos. A Associação dará todo o apoio e o suporte para a implantação do trem turístico na Ferrovia do Trigo”, disse Marlon Ilg, diretor vice-presidente (Regional de Santa Catarina) da ABPF.
Decorada e iluminada para comemorar a chegada do Natal, a Maria Fumaça e os vagões encantaram a todos. Foi o apito e a música Jingle Bells, que encheu de lágrimas os olhos das crianças e adultos que, mesmo debaixo de muita água, não mediram esforços para aplaudir a chegada do trem. O presidente da Amturvales, Rafael Fontana, afirma que os passeios visam homenagear os 40 anos da Ferrovia do Trigo, oportunizar um resgate da memória ferroviária e aproximar os moradores que dedicaram esforços nesta grandiosa e importante construção para o Vale.
“É um passeio experimental, demonstrativo para termos uma noção do trecho, do formato, das questões de segurança e tempo. É uma possibilidade que almejamos de termos um passeio na Ferrovia do Trigo aberto, de forma regular, para a comunidade. É um trabalho que demanda várias etapas, em especial a parte técnica. Quando se transporta passageiros há normas de segurança muito maiores do que para o transporte de cargas. Temos que vencer essa parte burocrática e avançar. Estamos trabalhando para que isso ocorra. Ficamos felizes com o momento único e emocionante que foi o passeio com a Maria Fumaça entre Muçum e Guaporé”.
O prefeito de Guaporé, Valdir Fabris, comemorou a chegada do trem de passeio e afirmou que se depender dos esforços do Poder Público Municipal e comunidade guaporense, o turismo sobre a Ferrovia do Trigo veio para ficar.
“Pelo que a comunidade demonstrou, mesmo com a chuva forte na chegada da Maria Fumaça, nos credencia para uma nova etapa no turismo em Guaporé e municípios do Vale do Taquari. Nós queremos o trem turístico. E nós vamos lutar para que esse sonho possa tornar-se realidade”, afirmou.
A secretária do Turismo, Cultura de Esporte, de Guaporé, Cristiane Viel, uma das batalhadoras para a reativação do trem de passeio na Ferrovia do Trigo, resumiu em apenas uma frase a presença da comunidade guaporense na estação férrea.
“Impactante. A comunidade quer o trem turístico e se envolveu”.

Novos passeios
Os passeios, que também acontecem nos dias 1º e 12 de dezembro, são demonstrativos tendo como objetivo trazer a atração definitiva em 2019. Neste primeiro momento é preciso conhecer o trajeto a fim de viabilizar o roteiro dentro da legislação que garante a segurança das linhas, túneis, vagões e passageiros.

Confira os horários da passagem da Maria:
1º/12 (sábado)
-15h | Guaporé
-16h | Dois Lajeados
-16h40min – V13 Vespasiano Corrêa
-17h20min | Muçum
-18h | Roca Sales
-18h40min | Colinas
-20h30min | Estrela (em Linha Wolf - Distrito Costão)
-21h | Teutônia
-21h30min | Paverama