Município de Guaporé
Guapore - Inicial  
Tempo
Pesquisar:   Acessibilidade A1 A2 A3
Serviços:               Portal da Transparência:
Declaração
Eletrônica ISS
 
Nota Fiscal Eletrônica
de Serviços
 
Portal
Municipal
 
Edital de Concurso Público
 
Prefeitura Transparente
 
Serviço de Informações
ao Cidadão
 
Portal da
Transparência
Home
NOTÍCIAS
14/06/2018
Casa de Acolhimento será ampliada
Postado por: Secretaria da Assistência Social e Habitação
Casa de Acolhimento será ampliada

Guaporé conta com uma casa que com amor acolhe crianças e adolescentes que, pelos mais diferentes motivos, não podem estar com suas famílias.
Trata-se de um serviço que oferece acolhimento, cuidado e espaço para o desenvolvimento de grupos de crianças e adolescentes em situação de abandono ou cujas famílias ou responsáveis encontram-se temporariamente impossibilitados de cumprir sua função de cuidado e proteção.
Oferece atendimento especializado para o acolhimento em padrões de dignidade, funcionando como moradia provisória até que seja viabilizado o retorno da criança ou adolescente à sua família de origem ou encaminhado para família substituta.
Tem como público alvo crianças e adolescentes de 0 a 18 anos incompletos, sob medida protetiva de abrigo determinada pelo Poder Judiciário.
A partir do momento do acolhimento esses menores ficam à disposição da justiça por tempo indeterminado.
A Casa de acolhimento foi fundada no ano de 2011, com o objetivo de atender a demanda de Guaporé, sendo que hoje tem capacidade para abrigar 12 crianças e adolescentes, segundo avaliação realizada pelo Ministério Público.
Desde a fundação até hoje já foram atendidas aproximadamente 50 crianças e adolescentes, acolhidos por determinação judicial, sendo que todos os casos foram demanda do município de Guaporé.
No ano de 2017, com o apoio do Ministério Público, foi firmado um convênio com os municípios pertencentes à Comarca de Guaporé (União da Serra, Montauri, Serafina Correa, Dois Lajeados e São Valentim do Sul) com o intuito de oferecer o serviço de acolhimento a estes municípios, que contribuem com recursos financeiros que são direcionados para a manutenção e a melhoria dos serviços ofertados.
Com o intuito de evoluir e melhorar a qualidade do serviço de acolhimento, está sendo encaminhado o Projeto de Ampliação da Casa de Acolhimento. Graças aos recursos provenientes do convênio firmado com os municípios será possível a realização dessa importante obra, ampliando o número de vagas de 12 para 20 crianças e adolescentes, além de aperfeiçoar a estrutura existente proporcionando a melhoria do serviço.
Em recursos humanos a casa conta com 8 cuidadoras que revezam em duplas por turno, trabalham em turnos diários de 6 horas e 12 horas no noturno. Conta também com 2 cozinheiras, 1 coordenador, 1 coordenadora social. Conta com serviço terceirizado de limpeza e vigilância.
Possui também acompanhamento de uma equipe técnica, formada por uma psicóloga e uma assistente social.
Hoje a estrutura possui, dois quartos com banheiro individual, feminino e masculino, 1 sala de estar, 1 cozinha, lavanderia, secretaria e banheiro para funcionários.
Com a ampliação a casa ganhará mais um quarto feminino, um masculino, uma sala de estar e um berçário, totalizando um aumento de aproximadamente 50m. Também será construído 40m de muro na divisa do terreno.
Juntamente com a ampliação da casa será construído a parte administrativa que contara com: sala de visitas, e de reuniões e uma guarita.
“Desde que assumimos a secretaria de Assistência Social, olhamos com muito carinho para esse local. Me emociono em falar que, com a direção da Casa, Poder Judiciário e muitas parcerias, mudamos a realidade daquele espaço. Desde a limpeza, ajardinamento em parceria com os voluntários da Escola Ayni, melhorias na infraestrutura, pensamos em cada pequeno detalhe que possa transformar essas paredes em um lar de proteção e perspectiva de um futuro para os que lá estão de passagem. Enquanto estiverem lá, queremos que essas crianças e jovens sintam-se uma grande família que conquistará um futuro muito melhor”, diz o secretário Alessandro de Almeida.