Guapore - Inicial  
Tempo
Pesquisar:   Acessibilidade A1 A2 A3
Serviços:               Portal da Transparência:
Declaração
Eletrônica ISS
 
Nota Fiscal Eletrônica
de Serviços
 
Portal
Municipal
 
Edital de Concurso Público
 
Prefeitura Transparente
 
Serviço de Informações
ao Cidadão
 
Portal da
Transparência
Home
NOTÍCIAS
23/04/2018
Beneficiários do BPC devem estar inscritos no Cadastro Único
Postado por: Secretaria da Assistência Social e Habitação
Beneficiários do BPC devem estar inscritos no Cadastro Único

A Secretaria de Assistência Social e Habitação de Guaporé faz um chamamento e reforça a informação de que todos os idosos e pessoas com deficiência que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) devem estar inscritos no Cadastro Único até o dia 28 de dezembro. Após a data, famílias que não estiverem cadastradas perderão o direito de receber o benefício.
Lembrando que famílias de beneficiários do BPC que já estão inscritas no Cadastro Único devem atualizar dados sempre que houver modificações, como por exemplo a mudança de endereço ou alteração na composição familiar. A desatualização do cadastro poderá levar à suspensão do benefício.
O idoso/pessoa com deficiência ou responsável deve procurar o setor do Cadastro Único/Bolsa Família do município de segunda a sexta feira. Caso o beneficiário tenha dificuldade de deslocamento deve entrar em contato com o setor para agendar a visita domiciliar de um entrevistador.

Mais informações podem ser obtidas através do telefone (54) 3443-5662. Para concessão de novos benefícios através do telefone (54) 3443-5836
Famílias devem estar munidas dos seguintes documentos originais de todos os moradores da casa.

Documentos Cadastro Único (Todos os moradores)
- Maiores de 18 anos:
Identidade e CPF
Carteira de Trabalho
Título de Eleitor
Conta de Luz/RGE (SOMENTE)
- Menores de 18 anos:
Certidão de Nascimento ou Identidade
Atestado de Matrícula da Escola/Creche

O que é BPC?
O Benefício de Prestação Continuada (BPC) é a garantia de um salário mínimo mensal ao idoso acima de 65 anos ou ao cidadão com deficiência física, mental, intelectual ou sensorial de longo prazo, que o impossibilite de participar de forma plena e efetiva na sociedade, em igualdade de condições com as demais pessoas.
Por se tratar de um benefício assistencial, não é necessário ter contribuído ao INSS para ter direito a ele. No entanto, este benefício não paga 13º salário e não deixa pensão por morte.