Município de Guaporé
Guapore - Inicial  
Tempo
Pesquisar:   Acessibilidade A1 A2 A3
Serviços:               Portal da Transparência:
Declaração
Eletrônica ISS
 
Nota Fiscal Eletrônica
de Serviços
 
Portal
Municipal
 
Edital de Concurso Público
 
Prefeitura Transparente
 
Serviço de Informações
ao Cidadão
 
Portal da
Transparência
Home
NOTÍCIAS
21/03/2018
Busca coletiva de uma solução para a violência nas noites guaporenses
Postado por: Secretaria deSegurança Pública e Trânsito
Busca coletiva de uma solução para a violência nas noites guaporenses

De um lado, pouco efetivo e imensas dificuldades enfrentadas pelas forças da Segurança Pública no Estado e no País, com reflexo em todas as cidades, incluindo Guaporé. Também, a crescente violência, criminalidade e disseminação de drogas, provocando enfrentamentos entre grupos rivais, até mesmo em cidades de menor porte, como Guaporé.
Do outro lado, as forças da Segurança Pública unidas ao Poder Público Municipal, Conselho Municipal Pró Segurança Pública e comunidade para o enfrentamento da criminalidade e principalmente o fim de problemas constantes na área central, envolvendo brigas violentas e provocações entre grupos de jovens, que pelas madrugadas promovem depredação, ameaças e vias de fato nos arredores da praça.
Na última terça feira, 20 de março, a Brigada Militar de Guaporé, Delegado de Polícia, Consepro, Secretaria de Segurança Pública, Fazenda, Jurídico do Poder Público e o prefeito de Guaporé reuniram-se para buscar soluções conjuntas, fortalecer as ações e realizar uma fiscalização mais intensa nas áreas centrais.
De posse de imagens, com identificação dos envolvidos e assinatura de um Termo Circunstanciado por parte dos que se envolveram em brigas na área central no último final de semana, o assunto em pauta foi a prevenção da violência e também maior rigor no patrulhamento.
“Com o baixo efetivo e ocorrências graves nos arredores da cidade, fica praticamente impossível a Brigada Militar permanecer durante todas as noites em ronda fixa pelo cento de Guaporé. Estamos buscando uma forma de conseguirmos regularizar um auxílio que propomos para que os policiais de folga nessas noites possam receber hora extra e auxiliar no patrulhamento do centro nas madrugadas de sexta, sábado e domingo. Estamos estudando um meio de fornecer essa ajuda, através do Consepro, talvez. Mas como isso não é possível de imediato, agendamos uma audiência com o secretário de segurança do Estado para encontrarmos o caminho certo, sem estarmos em descumprimento com as questões legais”, explicou o prefeito.
O Consepro já recebeu R$ 60 mil do Poder Público para a compra de equipamentos para que as forças policiais possam agir com segurança e maior poder frente à criminalidade, e este apoio com os custos de horas extras também está sendo proposto. Além desta alternativa, outros caminhos estão sendo estudados em conjunto.
“Nas escolas, nas casas, os pais, os professores, os responsáveis por estes jovens também precisam unir-se a nós. A violência precisa ser freada, e isso se faz com educação, conscientização, bons exemplos. Mas diante de certos fatos registrados, precisaremos agir. De imediato nos próximos finais de semana haverá uma forte presença policial nas áreas centrais, buscando evitar que algo mais grave aconteça. As autoridades estão preocupadas e estão principalmente montando estratégias que com certeza darão resultados”, diz.
A identificação dos indivíduos envolvidos, as motivações para os enfrentamentos, brigas e depredações do patrimônio são investigadas e todos estão unidos, buscando devolver à cidade o clima de paz e segurança que o cidadão de bem merece.