Guapore - Inicial  
Tempo
Pesquisar:   Acessibilidade A1 A2 A3
Serviços:               Portal da Transparência:
Declaração
Eletrônica ISS
 
Nota Fiscal Eletrônica
de Serviços
 
Portal
Municipal
 
Edital de Concurso Público
 
Prefeitura Transparente
 
Serviço de Informações
ao Cidadão
 
Portal da
Transparência
Home
NOTÍCIAS
14/02/2018
Empregabilidade: 2017 marcou a recuperação do mercado de trabalho
Postado por: Departamento de Desenv. Econômico (Ind e Com)
Empregabilidade: 2017 marcou a recuperação do mercado de trabalho

Emprego

Guaporé fecha 2017 com mais admissões que demissões

Cidade foi destaque. Brasil e Rio Grande do Sul fecharam o ano negativos


A Universidade de Caxias do Sul, através do Núcleo de Inovação e Desenvolvimento (NID) – Observatório do Trabalho, divulgou a carta mensal do mercado formal apontando que o município de Guaporé fechou 2017 com saldo positivo. Nos 12 meses do ano passado, foram criados 180 vínculos de trabalho na cidade. A “Capital da Hospitalidade” registrou, felizmente, números diferenciados do verificado no país e no Rio Grande do Sul. A Federação e o Estado Gaúcho tiveram saldos negativos, mesmo com a ligeira recuperação da economia e a maior confiança para “ir às compras” dos brasileiros.
O crescimento de trabalhadores com carteira assinada em Guaporé poderia ter sido bem maior se não fosse o mês de dezembro. Nos últimos 31 dias do ano, foram fechados 120 postos de trabalho. Houve 117 admitidos e 237 desligados das empresas, estabelecimentos comerciais, administração pública e da área rural. O setor que mais fechou postos de trabalho foi o da Indústria de Transformação, com 101 vagas encerradas. O único setor que abriu vagas no período foi o de Serviços, com duas novas vagas.
Em novembro, conforme a professora Lodonha Maria Portela Coimbra Soares - coordenadora do Observatório do Trabalho, o município de Guaporé apresentava saldo positivo acumulado na empregabilidade de 300 vínculos e havia registrado mais contratações com carteira assinada do que demissões no penúltimo mês. Porém, a situação mudou, principalmente com a rescisão contratual dos funcionários contratados temporariamente. Mesmo com a queda de trabalhadores com carteira assinada, no balanço do ano foram criados 180 vínculos de trabalho na cidade.
O saldo acumulado no ano no Brasil é de 20.832 postos de trabalho encerrados.

No Estado, o saldo acumulado no ano é de 8.173 vínculos encerrados.