Guapore - Inicial  
Tempo
Pesquisar:   Acessibilidade A1 A2 A3
Serviços:               Portal da Transparência:
Declaração
Eletrônica ISS
 
Nota Fiscal Eletrônica
de Serviços
 
Portal
Municipal
 
Edital de Concurso Público
 
Prefeitura Transparente
 
Serviço de Informações
ao Cidadão
 
Portal da
Transparência
Home
NOTÍCIAS
27/10/2017
Outubro: mês rosa de saúde para a mulher
Postado por: Secretaria da Saúde
Outubro: mês rosa de saúde para a mulher

Com o objetivo de promover a saúde para população surgiu o Programa Mais Saúde, onde as nutricionistas Michele Dagnese e Ana Paula Trentin fornecerão dicas nutricionais para melhorar a qualidade de vida da população em geral. Nesse mês de outubro é marcado pela campanha Outubro Rosa. E hoje vamos falar sobre Saúde da Mulher.
Alimentação não é apenas estética, é qualidade de vida que garantirá um equilíbrio no organismo como um todo. A nutrição funcional pode ajudar muito na qualidade de vida das mulheres, tanto na juventude quanto no envelhecimento. Vamos começar abordando sobre a TPM, nessa fase ocorrem alterações de humor na segunda metade do ciclo menstrual onde há queda do hormônio estrogênio e aumento da progesterona, que levam à queda da serotonina. Serotonina é o hormônio da auto estima, prazer e felicidade. Nessa fase, deve-se dar ênfase a alguns nutrientes que ajudam a aumentar a serotonina como a vitamina B6 (presente em cereais integrais banana, castanhas, leguminosas como feijão e lentilha); outro mineral importante é o magnésio e o acido fólico que está presente no abacate, vegetais folhosos escuros e castanhas, eles ajudam o aminoácido L-triptofano a se converter em serotonina, deixando a mulher muito mais bem disposta e alegre. Uma dica: não esqueça de consumir 02 bananas por dia.
E na Fase da menopausa a nutrição pode ajudar? Na fase da menopausa as mulheres passam por sintomas muito desagradáveis como ansiedade, insônia, irritabilidade, depressão, calorões, aumento de gordura abdominal e outros. Os nutrientes são muito importantes nessa fase para modular os fogachos, controlar o processo relacionado à alteração de humor e prevenir o surgimento de doenças como a osteoporose. Dicas: Consuma alimentos moduladores do estrogênio que estão presentes nos alimentos como o gergelim, geleia real, romã, inhame, grupo das brássicas ( brócolis, repolho e couve), cúrcuma, chá verde natural, uva, frutas vermelhas e outras. Consuma alimentos anti-inflamatórios, melhore sua microbiota intestinal com os probióticos e alimentos prebioticos ( banana, alho, cebola), Consuma alimentos fontes de Ômega 3 que estão presentes na sardinha, sementes de chia, sementes de linhaça, nozes, azeite de oliva e outros. Tem um fitoterápico que pode ajudar nos fogachos é a folha da amora, pesquisadores identificaram que esta folhinha ajuda na diminuição dos fogachos e vermelhidões. Faça atividades físicas diariamente.
Outro sintoma que a mulher pode apresentar em algum momento da vida é a candidíase, é um tipo de fungo, presente em nossas mucosas, intestinal, vaginal e até pele.
O que favorece o aumento de fungos no organismo? Uso contínuo de antibióticos e anticoncepcionais; Consumo elevado de doces e álcool; Diabetes; Sistema imunológico debilitado.
Como a nutrição pode tratar os quadros de candidíase? Inicialmente equilibrando a microbiota intestinal, favorecendo o aumento de bactérias benéficas, os probióticos e alimentos prebióticos podem ajudar nesse tratamento. Deve-se ter cuidado com alimentos que fermentam como o leite e derivados, açúcar e farinhas refinadas. Atenção com alimentos industrializados. Evite alimentos e bebidas fermentados por leveduras, como pães brancos, bolos, vinho, cerveja e vinagres.

Estamos no mês do outubro rosa. Não nos esquecendo da importância da alimentação na prevenção à diversos tipos de Câncer. Como podemos prevenir através da alimentação? As principais causas para o aparecimento do câncer são os fatores ambientais associados ao estilo de vida como má nutrição, sedentarismo, obesidade e tabagismo. Adotar um estilo de vida saudável ajuda a corrigir os gatilhos que podem desencadear o câncer. Além disso, no paciente em tratamento a Nutrição Funcional pode ajudar a potencializar o efeito de algumas drogas, amenizar seus efeitos colaterais e proteger contra novos gatilhos ambientais que podem potencializar uma nova doença. PREFIRA ALIMENTOS QUE A NATUREZA NOS PROPORCIONA EQULIBRANDO O ORGANISMO DE VITAMINAS E MINERAIS: Para ter uma boa digestão, absorção e excreção, mastigue bem o alimento, não tome líquidos durante as refeições, durma 8 horas por dia; Consuma 05 frutas variadas ao dia. Inclua verduras e legumes variadas; Pratique atividade física regularmente; Inclua alimentos cetogênicos que estão presentes em gorduras boas como no óleo de coco, azeite de oliva, manteiga ghee, ovo caipira e castanhas; Aumente enzimas antioxidantes nas células tumorais como o betacaroteno, licopeno, selênio, alfa tocoferol, melatonina, estão presentes nos alimentos como a batata doce, abacate, abobora, pimentão, mamão, damasco, brócolis e outros. Prefira alimentos que contém ômega 03. Misture na comida uma pitada de curcumina; Evite o excesso de açúcares e doces em geral. A célula cancerígena se alimenta de açúcar; Evite o excesso de carboidratos refinados como massa, biscoitos, arroz branco, bolachas, pão branco e lanches de padarias. Cuidado com os alimentos alergênicos; Evite os produtos industrializados e embutidos. Evite ingerir mais de 120 gramas de carne diariamente, varie as opções de carnes. Tire qualquer tipo de refrigerante, sucos industrializados da sua alimentação e qualquer tipo de bebida alcoólica. Evite o fumo. Cuidado com as toxinas e metais tóxicos.
Procure um(a) nutricionista funcional para adequar sua alimentação de acordo com suas necessidades e fase na qual você se encontra.