Guapore - Inicial  
Tempo
Pesquisar:   Acessibilidade A1 A2 A3
Serviços:               Portal da Transparência:
Declaração
Eletrônica ISS
 
Nota Fiscal Eletrônica
de Serviços
 
Portal
Municipal
 
Edital de Concurso Público
 
Prefeitura Transparente
 
Serviço de Informações
ao Cidadão
 
Portal da
Transparência
Home
NOTÍCIAS
25/09/2017
Poder Público aposta na boa gestão de recursos para superar queda no ICMS
Postado por: Secretaria da Fazenda
Poder Público aposta na boa gestão de recursos para superar queda no ICMS

Com uma gestão responsável e competente, o Governo Municipal, prevê atravessar o difícil ano de 2017 com diminuição de despesas e com dinheiro em caixa para honrar com todos os compromissos até dezembro. Quem garante é o secretário da Fazenda.
Mesmo diante de uma má notícia, o secretário não perde o otimismo, resultado de muito planejamento. “Temos que comemorar o resultado do segundo quadrimestre do ano, onde novamente nós tivermos um superávit. Até o mês de agosto nós arrecadamos mais do que gastamos. E isso acontece desde janeiro. Esse dinheiro em caixa é suficiente para enfrentarmos os dois piores meses de arrecadação, outubro e novembro, honrando com nossos compromissos”, explica.
Organização e previsão de despesa são essenciais para passar pelas más notícias sem faltar dinheiro para as despesas do Município. O Diário Oficial do Estado publicou, dia 22 de setembro, os índices definitivos de participação dos municípios na divisão do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). “Infelizmente teremos uma queda de 5,64% no retorno do ICMS para Guaporé. Isso significa cerca de R$ 1 milhão a menos nos cofres públicos municipais em 2018, decorrente da menor arrecadação de impostos na média dos anos de 2015 e 2016. Teremos que cumprir os mesmos compromissos, porém com menos receita. Mesmo sendo uma notícia ruim, trabalhamos sempre com muito otimismo, economizando onde pudermos, diminuindo despesas internas, para que isso não se reflita do atendimento à população nem no pagamento de nossos funcionários e de nossos fornecedores” explica.


Confira os principais números apresentados pela Secretaria da Fazenda nos primeiros oito meses do ano:

Receita consolidada 2016- R$ 54.747.757,95 2017- R$ 59.023.305,76

Despesa empenhada 2016- R$ 57.069.835,71 2017- R$ 58.799.701,82

Despesa paga 2016-R$ 43.364.694,90 2017- R$ 45.476.147,25

Receita livre 2016- R$ 20.029,274,45 2017- R$ 22.037.607,49

Despesa empenhada 2016-R$ 20.549.979,47 2017- R$ 19.019.568,63

Despesa paga 2016- R$ 17.126.990,13 2017- .R$ 15.517,93


Déficit Orçamentário primeiros oito meses de 2016:
R$ -520.705,02

Superávit Orçamentário primeiros oito meses de 2017:
R$ 3.018.038,86
Na foto: Secretário da Fazenda e prefeito o comemoram equilíbrio, economia e superávit nas contas públicas.