Guapore - Inicial  
Tempo
Pesquisar:   Acessibilidade A1 A2 A3
Serviços:               Portal da Transparência:
Declaração
Eletrônica ISS
 
Nota Fiscal Eletrônica
de Serviços
 
Portal
Municipal
 
Edital de Concurso Público
 
Prefeitura Transparente
 
Serviço de Informações
ao Cidadão
 
Portal da
Transparência
Home
NOTÍCIAS
25/09/2017
IBGE registra crescimento populacional em Guaporé
Postado por: Governo
IBGE registra crescimento populacional em Guaporé

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou as estimativas das populações residentes nos 5.570 municípios brasileiros, com data de referência em 1º de julho de 2017. Segundo a publicação, estima-se que o Brasil tenha 207,7 milhões de habitantes e uma taxa de crescimento populacional de 0,77% entre 2016 e 2017. No Rio Grande do Sul são aproximadamente 11,34 milhões de pessoas, distribuídas em 497 municípios.
Na região de abrangência da Agência do IBGE Guaporé, sob chefia de Luis Carlos Fava, são 14 municípios e deste total a grande maioria registrou crescimento populacional. Entre os destaques estão Guaporé e Serafina Corrêa. A “Cidade Simpatia”, conforme a estimativa populacional, foi a que mais cresceu em porcentagem. Com 16.194 habitantes, Serafina Corrêa registrou 1,12%. Antes, o número de moradores era de 16.004. Guaporé é a cidade que mais possui habitantes na região. São 24.836 pessoas. Na estimativa populacional de 2016 eram 24.677. O crescimento ficou relativamente parecido com o do país com 0,64%. Na contramão do crescimento populacional estão União da Serra e Montauri.
“A região apresentou crescimento, estagnação e retração no número de habitantes. Cada município com sua particularidade. O que percebemos é que o movimento migratório para os centros mais avançados, com maiores condições e ofertas de trabalho, continua em alta. Guaporé, Arvorezinha e Serafina Corrêa, as com maior número de moradores, cresceram. Em compensação, aquelas que dependem basicamente da economia primária tiveram retração. Poderá, em um futuro, termos uma modificação no pensamento das pessoas e as cidades menores, pela segurança e conforto que oferecem, receberam um maior número de habitantes”, disse.
Segundo Fava, as populações dos municípios, dentre eles os 14 sob responsabilidade da Agência do IBGE de Guaporé, foram estimadas por um procedimento matemático e são o resultado da distribuição das populações. O método baseia-se na projeção da população estadual e na tendência de crescimento dos municípios, delineada pelas populações municipais captadas nos dois últimos Censos Demográficos (2000 e 2010). As estimativas municipais também incorporam alterações de limites territoriais municipais ocorridas após 2010.
Ele salientou que, diferente de grandes centros do Rio Grande do Sul e de cidades pequenas e médias que possuem apenas uma ou duas indústrias de grande porte, o município de Guaporé tem registrado crescimento regular na população.
“Guaporé registra crescimento gradativo há duas décadas. Para se ter uma ideia, no ano de 1996 apurou-se 18.932 habitantes. No Censo Demográfico 2000, éramos 20.064 moradores. Em 2010, também com trabalho de campo no Censo, foram contabilizados 22.814 habitantes. Nos anos censitários – entre 2011 e 2017 – Guaporé vem crescendo, porém, de forma regular e essa é a tendência para os próximos anos”, destacou Fava.
A estimativa populacional, afirma o chefe da Agência do IBGE Guaporé, é um dos parâmetros utilizados pelo Tribunal de Contas da União no cálculo do Fundo de Participação de Estados e Municípios e são referência para vários indicadores sociais, econômicos e demográficos.
Foto: Jonathan Malfatti