Guapore - Inicial  
Tempo
Pesquisar:   Acessibilidade A1 A2 A3
Serviços:               Portal da Transparência:
Declaração
Eletrônica ISS
 
Nota Fiscal Eletrônica
de Serviços
 
Portal
Municipal
 
Edital de Concurso Público
 
Prefeitura Transparente
 
Serviço de Informações
ao Cidadão
 
Portal da
Transparência
Home
NOTÍCIAS
25/08/2017
Oficinas: Mais de 500 pessoas envolvidas em atividades saudáveis
Postado por: Secretaria da Assistência Social e Habitação
Oficinas: Mais de 500 pessoas envolvidas em atividades saudáveis

Quando é dia de oficina é dia de alegria. De aprendizagem. De movimento. De qualidade de vida. Pensando assim 530 guaporenses estão engajados no projeto coordenado pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Habitação, através do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos.
São aulas de dança, capoeira, jiu jitsu, musicalidade, informática e futsal, com encontros de segunda a sexta, nos núcleos Vila Verde e Promorar, Aparecida e Conceição, Pinheirinho e Santo André, Linhas Colombo, 6ª, 7ª, Ernesto Alves, 8ª e 28, entidades Lar da Menina Primo e Palmira Pandolfo, Apae, Horta Comunitária Bruno José Campos, Lar Santa Rita, Recanto da Amizade e Lar Santa Rita.
Os professores, todos graduados e pós graduados, Daiane Ghiggi, Júlia Bresolin, Marcelo Rosseto, Leandro Borges, Maicon Rodrigues Habekostda Silveira, Eber Leandro Alves, Fabiana Belini e Jadson Ghisleri ensinam muito mais que dança, capoeira, futsal e as modalidades propostas. Ensinam auto-estima, despertam a liderança, a integração social, mandam para longe o sedentarismo e promovem qualidade de vida.
“É visível, porém impossível de mensurar, a importância dessas oficinas na vida dessas crianças, jovens, adultos e idosos. O público é amplo, porém a resposta é a mesma: qualidade de vida, saúde e atividades que promovem integração social, oportunidades, valorização e amizades. Os jovens em vulnerabilidade apresentam melhoras no convívio, na escola, na vida. Um projeto que dá muito orgulho para cada membro desta equipe dedicada, que faz tudo com amor”, afirma o secretário Alessandro de Almeida.
As oficinas envolvem 318 crianças e jovens entre 6 a 14 anos, 35 pessoas com deficiência, 85 idosos e mais de 200 moradores das comunidades do interior.
O objetivo é fortalecer as relações familiares e comunitárias, além de promover a troca de experiências entre os participantes, valorizando a vida coletiva. Também possui um caráter preventivo, pautado pela defesa e afirmação de direitos e no desenvolvimento de capacidades de usuários.
Todas as atividades são gratuitas.