Guapore - Inicial  
Tempo
Pesquisar:   Acessibilidade A1 A2 A3
Serviços:               Portal da Transparência:
Declaração
Eletrônica ISS
 
Nota Fiscal Eletrônica
de Serviços
 
Portal
Municipal
 
Edital de Concurso Público
 
Prefeitura Transparente
 
Serviço de Informações
ao Cidadão
 
Portal da
Transparência
Home
NOTÍCIAS
21/08/2017
Chegada do Fogo Simbólico abre comemorações pela Pátria
Postado por: Secretaria da Educação
Chegada do Fogo Simbólico abre comemorações pela Pátria

O prefeito de Guaporé, Valdir Fabris, recebeu das mãos do representante da Liga da Defesa Nacional, Coronel Álvaro Cruz Ferreira, uma centelha do Fogo Simbólico, dando início oficialmente às comemorações pela Semana da Pátria, que culmina em 7 de setembro.
Conduzidas pelo Grupo de Escoteiros Nacê, as autoridades foram recepcionadas no Saguão da Prefeitura, onde a cerimônia oficial aconteceu, com a participação das secretarias de Turismo e Cultura, Educação, secretariado municipal, pais e alunos da escola Zaida Zanon.
História
O “Fogo Simbólico da Pátria” surgiu em 1937, como ideia de um grupo de patriotas, no Rio Grande do Sul, que procurava um símbolo que representasse o ardor cívico do nosso povo. A escolha recaiu sobre o fogo, elemento cuja descoberta deu início a evolução do homem. Levada a ideia até a Liga da Defesa Nacional, foi acolhida com muito entusiasmo, e assim, em 1938, foi realizada uma pequena corrida, num trecho de 26 km, constituindo-se a 1º Corrida do Fogo Simbólico da Pátria.
Neste ano realiza-se a 80ª edição, e a chama chegou a Guaporé para iniciar o período em que a comunidade reflete sobre o passado, o presente e a construção do futuro do Brasil. A temática municipal refere-se à busca por ressignificar relações junto à família, profissionalmente, junto à sociedade, buscando o bem viver, o respeito mútuo e o comprometimento com a qualidade de vida do planeta.
Ao encerrar a solenidade, os alunos do 1º ano da Escola Municipal de Educação Infantil Zaida Zanon realizaram uma emocionante apresentação através da música “Semeie a Paz”.