Guapore - Inicial  
Tempo
Pesquisar:   Acessibilidade A1 A2 A3
Serviços:               Portal da Transparência:
Declaração
Eletrônica ISS
 
Nota Fiscal Eletrônica
de Serviços
 
Portal
Municipal
 
Edital de Concurso Público
 
Prefeitura Transparente
 
Serviço de Informações
ao Cidadão
 
Portal da
Transparência
Home
NOTÍCIAS
05/06/2017
Casa de Acolhimento beneficiada por convênio regional
Postado por: Secretaria da Assistência Social e Habitação
Casa de Acolhimento beneficiada por convênio regional

A Casa de Acolhimento da Criança e do Adolescente de Guaporé recebe de portas e corações abertos menores de idade que pelos mais diversos motivos não podem usufruir da convivência familiar ou estão em busca de um recomeço, de uma nova chance, uma família em condições de dar tudo o que uma criança precisa para desenvolver-se com saúde física e emocional.
É um espaço de passagem, mas que busca oferecer conforto, abrigo e segurança. “Queremos transformar essa casa num lar. Estamos trabalhando com grandes parcerias pra isso. Além da infraestrutura adequada, sabemos que um lar tem como base o afeto, cuidado, carinho e amor. Assim estamos dando atenção especial à Casa de Acolhimento, e para tanto, também precisamos que ela seja sustentável, precisamos de recursos para mantê-la e aprimorá-la. Como muitos municípios próximos, não possuem um espaço assim, resolvemos somar forças. Propomos uma parceria com as cidades, que enviam recursos mensais, e têm seus menores acolhidos aqui”, explica o secretário de Assistência Social e Habitação, Alessandro de Almeida, o Tigrinho.
Assim, com o objetivo da manutenção da Casa de Acolhimento, com recursos oriundos de um Convênio de Mútua Colaboração entre Guaporé com os municípios de Dois Lajeados, Montauri, São Valentim do Sul, Serafina Corrêa e União da Serra, ficou acordado o repasse de R$ 1 mil mensais por município, para manutenção da Casa de Acolhimento, e R$ 3 mil por menor ou adolescente atendido.
“Os acolhidos também serão atendidos em casos de necessidades especiais de tratamentos de saúde, por exemplo, custeados pelo município de onde são oriundos, assim como cabe ao município de origem o acompanhamento familiar na família nuclear ou extensa, a fim de proporcionar as melhorias necessárias para promover o retorno deste menor acolhido”, explica Tigrinho.
O convênio já foi assinado por todos os prefeitos envolvidos e pelo prefeito em Exercício na data, Adalberto Bastian.

Na foto, momento da assinatura do convênio com a prefeitura de Serafina Corrêa, Maria Amélia Arroque Gheller.