Guapore - Inicial  
Tempo
Pesquisar:   Acessibilidade A1 A2 A3
Serviços:               Portal da Transparência:
Declaração
Eletrônica ISS
 
Nota Fiscal Eletrônica
de Serviços
 
Portal
Municipal
 
Edital de Concurso Público
 
Prefeitura Transparente
 
Serviço de Informações
ao Cidadão
 
Portal da
Transparência
Home
NOTÍCIAS
23/02/2017
Videomonitoramento: Sistema será recuperado e modernizado
Postado por: Secretaria deSegurança Pública e Trânsito
Videomonitoramento: Sistema será recuperado e modernizado

Com intuito de inibir a ação de criminosos e proteger cada vez mais a comunidade guaporense de ações delituosas, forças representativas do município – a maioria representantes de entidades empresariais - colocaram a mão na massa e entregaram há cerca de 10 anos um sistema moderno de câmeras de videomonitoramento para a Brigada Militar. Na época, com apoio do alto escalão do Comando Regional de Policiamento Ostensivo da Serra Gaúcha (CPRO-Serra), o sistema foi considerado um dos melhores do Rio Grande do Sul e a intenção era colocar policiais militares monitorando as câmeras 24 horas por dia, 7 dias por semana e 365 por ano. O valor investido quase chegou a casa do meio milhão (R$ 500 mil).
Passados os anos, o sistema de videomonitoramento está obsoleto e poucas são as vezes que os policiais militares conseguem prestar atenção nos monitores e no televisor que estão instalados na Central de Informações do quartel da Brigada Militar. Por inúmeras vezes, as telas ficaram escuras e com bloqueio total ou parceial das imagens. Em outras oportunidades, as câmeras travavam e por dias ficavam desta forma. O sistema, que era confiável e eficaz, aos poucos sucumbiu com o avanço tecnológico e a falta de investimentos para a sua qualificação e atualização.
O Secretário da Segurança Pública e Trânsito, de Guaporé, Dr. Luiz Airton de Oliveira, que durante um longo tempo atuou na Brigada Militar, salientou que o sistema, como está, é ineficiente.
“Respeito as pessoas que deram o pontapé inicial na instalação do monitoramento e a Administração Municipal que com os recursos disponíveis e o empenho tentou proporcionar segurança à comunidade. Mas hoje o monitoramento que nós temos em Guaporé não é eficaz, não é eficiente. As câmeras uma hora funcionam, outra hora não funcionam. Quando nós assumimos o Poder Público encontramos o contrato de manutenção vencido e as câmeras estavam desativadas”, destacou.
O novo Governo Municipal, segundo Oliveira, contratou emergencialmente uma empresa – a vencedora com o menor preço foi a Inviolável - para a manutenção corretiva do sistema de videomonitoramento.

A intenção, afirmou o Secretário Oliveira, é melhorar o sistema e adequá-lo.
“Iremos colocar mais 20 câmeras, mas essas não serão instaladas de forma aleatória ou de qualquer forma. Vamos reunir as autoridades da segurança pública (Delegado de Polícia, Tenente da Brigada Militar, Administradora do Presídio, entre outros) e definir a colocação em pontos estratégicos. A intenção é colocar uma perto do Presídio Estadual, nas entradas e saídas do município e outros locais de interesse. Queremos instalar equipamentos que funcionem. Não adianta termos uma grande ‘gambiarra’ e equipamentos que não fazem chegar as imagens com qualidade na Brigada Militar ou que fiquem travando”.
Segundo Oliveira, a empresa Inviolável está realizando o levantamento dos equipamentos existentes e não se descarta, dentro de um prazo compatível e com os recursos disponíveis, a troca de todo o sistema de videomonitoramento.
“Alguns tentaram. Outros se esforçaram. Mas hoje não é eficiente. Queremos colocar em Guaporé um sistema de monitoramento que seja eficaz. Se for necessário nós vamos trocar tudo o que está ali. Claro que dentro da possibilidade que o Poder Público poderá auxiliar. Chamaremos a iniciativa privada que será importante e nossa parceira. Antes disso estamos fazendo o levantamento do que temos e o que podemos melhorar”, destacou o secretário.
Todo o sistema de videomonitoramento de Guaporé, composto por câmeras em sete pontos estratégicos da cidade, é interligado por fibra óptica com tecnologia GPON, ou seja, a transmissão é direta entre as câmeras e a base no quartel da BM. Não há interferências e passagens das imagens por outros pontos.
Em recente reunião com Poder Público Municipal e Consepro o sistema de videomonitoramento entrou em pauta, bem como outros assuntos para oferecer mais segurança para a população.