Guapore - Inicial  
Tempo
Pesquisar:   Acessibilidade A1 A2 A3
Serviços:               Portal da Transparência:
Declaração
Eletrônica ISS
 
Nota Fiscal Eletrônica
de Serviços
 
Portal
Municipal
 
Edital de Concurso Público
 
Prefeitura Transparente
 
Serviço de Informações
ao Cidadão
 
Portal da
Transparência
Home
NOTÍCIAS
14/02/2017
Encontro de Formação: Mais de 500 profissionais repensando a Educação
Postado por: Secretaria da Educação
Encontro de Formação: Mais de 500 profissionais repensando a Educação

Em tempos de grandes mudanças tecnológicas e sutis mudanças na forma de construir uma sociedade mais humanizada, a Educação de Guaporé realizou um belíssimo encontro em que servidores da área,uniram-se num processo de "ressignificação". O dia 10 de fevereiro foi relevante para a administração municipal, pois foi um marco oficial do início do ano para toda a Rede Municipal de Ensino, trazendo também, novas propostas de aproveitamento de experiências significativas e transformações onde se faz necessário.
Com a preocupação de oferecer uma programação diferenciada aos profissionais, na formação continuada dos educadores, um grande nome foi convidado a estar em Guaporé. Escritor, palestrante, psicólogo, antropólogo, Mestre em Comunicação Social, Doutor em Ciências Sociais, com Pós Doutorados,e um grande professor, no sentido literal da palavra, Carlos Rodrigues Brandão trouxe a simplicidade dos sábios e o compartilhamento do saber dos que são generosos.
Foi recebido por um público de quinhentas pessoas dispostas a participar, a fazer parte do processo de transformação e levar para as salas de aula todo o aprendizado do dia. "A pedagogia é uma ciência, e como outras ramas da ciência deveria aprender a abrir-se com coragem a novas integrações, como entre ela e a antropologia, por exemplo; a novas interações como entre a ciência e a arte; a novas indagações, como: por que não parar um pouco de ensinar e “educar” outros povos de outras culturas, e começar a perguntar o que eles também têm (milenarmente, às vezes) a nos ensinar; a novas indeterminações, como relativizar o poder-do-saber das certezas consagradas e partir, junto com aquelas e aquele a quem ensinamos, a partir de incertezas compartidas, para buscar de fato, juntos, a partilha de novas respostas a outras perguntas? Afinal, segundo os sábios (mas nem sempre doutores) de todos os tempos, a educação pode ser um método e uma técnica. Mas educar é uma arte", dizia o texto de Brandão, que foi objeto de estudo.
Além de reflexão e debate, o dia foi de muita amizade, troca de experiências, música e beleza. Contou com a presença da Dra. Renata Dumond de Lima, do Prefeito Valdir Fabris, vice-prefeito, Adalberto Bastian, vereadores, secretários municipais, foi coordenado pela secretaria de Educação. Também contou com a participação do Observatório da Juventude da UPF.
A secretária de Educação Veridiana Tonini fez uma avaliação do Encontro de Formação, afirmando que “este é um momento significativo, e de oportunidade para ressignificar a educação, em especial para enfrentarmos de forma coletiva uma construção baseada em alguns pilares:escuta sensível, olhar cuidadoso, de responsabilidade e ética com o processo de educar; de respeito com aquele que caminha ao meu lado”.
Destacou ainda, que “não há um projeto pronto para os próximos quatro anos, pois estaremos construindo com as escolas e porque entendemosque se faz necessário respeitar as especificidades de cada uma e suas demandas”.
Para finalizar a secretária resume o encontro citando Jorge LarrosaBondía“...porque sempre estamos querendo o que não é, porque estamos sempre em atividade, porque estamos sempre mobilizados, não podemos parar. E, por não podermos parar, nada nos acontece.A experiência, a possibilidade de que algo nos aconteça ou nos toque, requer um gesto de interrupção, um gesto que é quase impossível nos tempos que correm: requer parar para pensar, parar para olhar, parar para escutar, pensar mais devagar, olhar mais devagar; parar para sentir, sentir mais devagar, demorar-se nos detalhes, suspender a opinião, suspender o juízo, suspender a vontade, suspender o automatismo da ação, cultivar a atenção e a delicadeza, abrir os olhos e os ouvidos, falar sobre o que nos acontece, aprender a lentidão, escutar aos outros, cultivar a arte do encontro, calar muito, ter paciência e dar-se tempo e espaço”.
Com a atividade, inicia-se oficialmente o Ano Letivo 2017, cuja rotina está sendo retomada em toda a Rede Municipal de Ensino.

Nas fotos:
Abertura do Encontro de Formação, com as autoridades convidadas.
Na plateia, mais de 500 profissionais envolvidos com a educação em Guaporé.
Professor Brandão, encantando pela simplicidade e generosidade.
Música e arte, através da participação dos jovens músicos do Observatório da Juventude, da UPF.







Secretarias:
Administração
Agricultura
Assistência Social e Habitação
Coordenação e Planejamento
Educação
Fazenda
Geral de Governo
Governo
Meio Ambiente
Obras e Viação
Saúde
Segurança Pública e Trânsito
Turismo, Cultura, Esportes e Desenv. Econômico
Município de Guaporé - RS
Av. Silvio Sanson, 1135 - Fone: 54 3443 4430 Atendimento: 8:30 às 11:30 / 13:30 às 17:30


Dúvidas, Críticas e Sugestões:
Entre em contato conosco (Clique aqui)


Webmail:
E-mail: 
Senha:   
Previsão do tempo:

Entidades:

Entidades
Projeto Sentinela